Google+ Followers

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

SÍMBOLOS DA NOVA ERA E SEUS SIGNIFICADOS

Símbolos mais usados pela “nova era”

Existe a séculos uma série de símbolos que são a representações de diversos costumes e crenças. São como logotipos, representação gráfica (desenho, letras, etc) usado pelas empresas atuais que ao vê-los logo reconhecemos .
O Servo deve vigiar, estar atento. E não permitir que produtos, revistas, roupas etc que trazem tais símbolos sejam de sua propriedade.
É bom lembrar, que somos do Senhor e igualmente nossos bens. E aquilo que não serve para Deus, conseqüentemente também não nos serve. Joguemos fora o lixo que o diabo tem colocado dentro de nossos lares. Veja alguns exemplos de símbolos:
Símbolo da Besta
Simbolo da Besta
Este número tem qualidades sagradas e por isso, deveria ser usado com maior freqüência possível para representar a Nova era, segundo os ensinamentos da Alice Bailey, suma-sacerdotisa da Sociedade Teosófica.
 

Arco-íris
Arco Iris
É o símbolo principal da Nova Era, mas apresentado só a metade! Ele representa a ponte entre a alma humana individual e a "Grande Mente Universal" ou "Alma Universal", que é Lúcifer. Também é considerado como "Ponte Mental" entre o homem e as energias cósmicas e a cidade de Shambala, governada por Lúcifer. Na Bíblia, o arco-íris é o símbolo da Aliança entre Deus e o Seu povo.

Yin Yang
Yin Yang
Representa o equilíbrio entre as forças contrárias: negativo e positivo, bem e mal, preto e branco. O bem e o mal é a mesma coisa, apenas são vibrações altas ou baixas. Assim, a Nova Era afirma que Deus e Lúcifer se completam, pois as forças opostas são parte da mesma perspectiva divina.

Fita entrelaçada  Sem Fim
Fita entrelaçada sem fim
Significa a vida entrelaçada, onde há sempre uma continuidade em outras encarnações. Também representa o pacto de sangue entre os nova-erinos, envolvendo pessoas ou organizações. É usado para uma melhor obediência entre os aliados do movimento Nova Era.

Borboleta
Borboleta
A borboleta é o símbolo próprio dos adeptos da nova era ou dos "aquarianos". Como a lagarta entra no casulo, transforma-se e sai em forma de borboleta, assim a humanidade passa de uma era antiga, transforma-se em todos os sentidos e entra na nova era.

Signo de Lúcifer
Signo de lucifer
Este sinal é o símbolo da bandeira de Lúcifer. O círculo representa o planeta Terra como reino de satanás. O ponto são os homens, instrumentos a serviço deste reino.

 

Estrela de Davi em círculo
Estrela Davi Circulo
É usada pelo movimento Nova Era como símbolo da unificação da humanidade com as forças cósmicas.


Estrela de Davi com seis pontas
Estrela Davi 6 pontas
Simboliza os processos de involução e evolução. Com efeito; o triângulo que aponta para baixo, apresenta a involução da energia divina que desce às formas mais boçais, ao passo que o triângulo voltado para cima indica a ascensão dos seres quer entendem a se divinizar cada vez mais.

Estrela de cinco pontas
Estrela 5 pontas
As duas pontas para cima, significam Lúcifer e seu reino; duas pontas para baixo, significa o homem como deus, no lugar de Deus. É símbolo da adoração a Satanás já estabelecida em várias partes do mundo. Alguns conjuntos musicais de "Rock" adoram este símbolo para garantir sucesso.

Chifre
Chifre
Usado em colares, pulseiras, brincos, etc. Simboliza o afastamento de fluídos negativos (mal olhado, olho gordo...).


 

Mão chifrada
Mão chifrada
Usado por artistas ligados à música (principalmente Rock) e seus fãs. Simboliza o louvor em rituais satânicos.

  
Sinal secreto para invocação de demônios. Simbologia muito em voga. Tem sido usado como saudação. Esses símbolos são rapidamente assimilados pelos jovens.

Cruz virada para baixo
Cruz Virada
Usado por grupos de Rock e adeptos da Nova Era. Simboliza zombaria da cruz de Jesus. Usado também em rituais satânicos.

 

SS
SS
Usado por grupos nazistas e grupos de Rock também em roupas, broches, tatuagens, etc. Simboliza o louvor e invocação de satanás.

 

Raio
Raio
É o reconhecimento do poderio de satanás, senhor Satã, e a disposição de estar a seu serviço.


 

Besouro
Besouro
Símbolo que mostra que a pessoa que usa tem poder dentro do satanismo.



 

Lua-estrela
Lua e estrela
Usados em roupas, adereços, artes e também em centros espíritas. Simboliza poder para transportar através do cosmos.

 

Pirâmide
Piramide
É tida como elemento que capta a energia cósmica e beneficia as pessoas dando sorte nos negócios.


 

Olho de Lúcifer
Olho de lucifer
Simboliza o olhar de satanás sobre as finanças do mundo. ( ver nota de um dólar).


 

Cruz suástica
Suastica
Para o Movimento Nova Era simboliza o movimento cósmico. É bem conhecida sua conotação com a pessoa de Adolf Hitler e seu movimento nazista que dizimou milhões de seres humanos na Segunda guerra mundial. É conhecido, também no Brasil e em outras partes do mundo, o renascimento deste movimento nazista. A cruz suástica é inspiração de chamberlain, um vidente satânico e conselheiro de Hitler. Foi ele que inspirou a Hitler as idéias de um reino de terror e poder.

Anarquia
Simbolo da anarquia
O movimento prega a destruição de toda e qualquer organização que não queira se integrar ao novo sistema. Declara a anarquia do inferno a essas organizações que resistem à adesão universal.
  
Marca registrada de Satanás: um círculo traspassado por três traços em diversas direções. O nome diz tudo. Representa a confusão, o caos, a desordem, a rebeldia.
Segundo o livro “Filho do Fogo”, este símbolo é também o símbolo do “Asmodeo”, um dos 4 príncipes de Satanás.
É um dos mais usados em diversos produtos pessoais, como roupas.
Principalmente utilizado por: Nova Era; Satanismo; Maçonaria.

Cruz Satânica ou Cruz da confusão
cruz satanica
O nome por si já diz o que significa, qual o seu uso, e o objetivo do porque usa.


 

Cruz de Cabeça para Baixo
cruz cabeça para baixo
É uma cruz de cabeça para baixo, também chamada de "pé-de-galinha". Simboliza a "verdadeira" paz sem Cristo. O pé-de-galinha é uma cruz com os braços quebrados e caídos. O círculo representa o inferno. Na década de 60 foi usada pelos hippies; também foi símbolo de ecologia no mundo, pois representa uma árvore de cabeça para baixo. E esse símbolo simboliza a Igreja de Satã nos Estados Unidos.

Urano
Urano
Amor à natureza que se expressa através dos movimentos ecológicos. Urano simboliza a harmonia com o cosmo, adoração à deusa Gaia, o que eles chamam de "Lado feminino de Deus".
 

Unicórnio
Unicornio
É o símbolo da liberdade e promiscuidade sexual: homossexualismo, lesbianismo, heterossexualismo, fornicacionismo, sexo grupal, etc.

 

Cruz com laço
Cruz com laço
Simboliza o desprezo da virgindade, troca da parceiros conforme a escolha pessoal. 
Antigo símbolo egípcio que representa a vida, o conhecimento cósmico e o intercurso sexual. Também é conhecido por bruxos como a “Cruz Ansata”, utilizado em rituais de encantamento, fertilidade e divinação. O movimento Nova Era ensina que a sexualidade é a parte que purifica o ser humano, eleva o espírito e embeleza o corpo. É a volta ao paganismo antigo, cujos “deuses” promoviam as danças com barulho excessivo, as orgias, a prostituição ritual, etc.

Casal Transpessoal
Casal transpessoal
Símbolo do fim do casamento representado pela letra Omega, última letra do alfabeto grego. Os adeptos da Nova Era dizem que o ser humano não deve pertencer a nenhuma família possessiva, mas deve ficar sempre livre para buscar outros parceiros.

Pomba com Ramo
pomba com ramo
Simboliza a paz à qual tendem os aquarianos, na esperança de que as águas de Peixes sequem para dar lugar à Nova Era.

 

Cabeça de bode
cabeça de bode
É um símbolo de zombaria, contrário ao cordeiro de Deus "Jesus".

 

Mancha
mancha
Usada principalmente em automóveis. É uma gota de sangue em zombaria ao sangue redentor de Jesus.


 

Netuno
Netuno
Simboliza a transformação das crenças. A cruz para baixo significa que todas as crenças serão destruídas para que o planeta Terra seja governado por Maitreya o "Novo Messias".
 

Plutão
Plutão
Simboliza a "união planetária, construção da "Aldeia Global", é o novo nascimento do planeta Terra com a união sem fronteiras, acima de credos, cor e raça. Simboliza também a "paz universal " dentro da nova era.
 

Olho de Lúcifer
Olho de lucifer
Usado em roupas e outros meios. Simboliza o olho de satanás vendo tudo e chorando por aqueles que estão fora do seu alcance (judeus e cristãos principalmente).


Colaboração do amado irmão Tomaz Moacir M. Fernandestomaz.moacir@itelefonica.com.br






O sinal do Pink Floyd

Este símbolo é representado por um boneco espiando sobre um muro. Representa Satanás olhando para as pessoas que ainda não se decidiram por ele. Relaciona-se à queda do muro de Berlim e ao conjunto de rock’n'roll Pink Floyd, formado na Inglaterra em 1966, que gravou músicas de conteúdo satânico como “Corra como o diabo”, “O Gnomo”, “Confortavelmente Anestesiado” e outras.

Cada símbolo traz consigo uma conotação. Assim, como vimos, entretanto, é preciso ter o discernimento ao comprar roupas, utensílios, pingentes, pois, podemos comprar e divulgar tais filosofias anticristãs. Devemos usar estampas que não degradam a fé, o nome de Cristo, pois temos que ser exemplos, espelhos para o mundo. Programas de TV, novelas, revistas, programas de rádio... É preciso selecionar e ter um senso crítico daquilo que você assiste ou lê. Precisamos ser verdadeiramente Sal da terra e Luz do mundo, e, para isso, é preciso renunciar e resistir ao mundo em que vivemos. Sei que não é fácil, mas quem disse que seguir a Deus é fácil?

Caso você possua algum objeto com tais símbolos, é preciso fazer uma reflexão e ver se ele estaria divulgando tal movimento.

Somente quem pode responder a tal pergunta, é você porque você é LIVRE, Deus lhe deu o Livre-Arbítrio!

E Então? Depois de ler tudo sobre esse movimento anticristão, o que você opta? 
Lembre-se: Você é quem decide!

BULLYNG PERIGO NA SUA ESCOLA


Acreditamos ser importante este artigo para darmos um alerta geral a todos.

Nosso alerta está voltado ás escolas porém, esse acometimento, pode estar presente em qualquer Meio Ambiente ou seja, escola, trabalho, bairro e, até mesmo, na própria casa.

Alertamos esse fato vistas a importância direta do "Meio Ambiente" na Saúde e Qualidade de Vida, sendo, aqui considerado, o Meio Ambiente = ESCOLA onde os estudantes passam grande parte da sua vida e consequentemente, acarreta de forma direta a sua QUALIDADE DE VIDA - Presente e FUTURA.

Vamos falar sobre o BULLYNG

O que é BULLYING -
Bullying é um termo inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (bully - «tiranete» ou «valentão») ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz(es) de se defender.
Também existem as vítimas/agressoras, ou autores/alvos, que em determinados momentos cometem agressões, porém também são vítimas de bullying pela turma.

O bullying é um fenômeno completo e envolve três grupos de "atores": agressores, vítimas e espectadores

Caracterização do bullying
O bullying é frequentemente usado para descrever uma forma de assédio interpretado por alguém que está, de alguma forma, em condições de exercer o seu poder sobre outra pessoa ou sobre um grupo mais fraco.
O cientista sueco - que trabalhou por muito tempo em Bergen (Noruega) - Dan Olweus define bullying em três termos essenciais:

1- o comportamento é agressivo e negativo;
2- o comportamento é executado repetidamente;
3- o comportamento ocorre num relacionamento onde há um desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.

O bullying divide-se em duas categorias:
- bullying direto;
- bullying indireto, também conhecido como agressão social

O bullying direto é a forma mais comum entre os agressores (bullies) masculinos.
O bullying indireto (agressão social) é a forma mais comum em bullies do sexo feminino e crianças pequenas, e é caracterizada por forçar a vítima ao isolamento social. Este isolamento é obtido através de uma vasta variedade de técnicas, que incluem:
-espalhar comentários;
-recusa em se socializar com a vítima
-intimidar outras pessoas que desejam se socializar com a vítima
criticar o modo de vestir ou outros aspectos socialmente significativos (incluindo a etnia da vítima, religião, incapacidades etc).

O bullying pode ocorrer em situações envolvendo a escola ou faculdade/universidade, o local de trabalho, os vizinhos, países e, atyé mesmo, na própria casa.
Qualquer que seja a situação, a estrutura de poder é tipicamente evidente entre o agressor (bully) e a vítima.
Para aqueles fora do relacionamento, parece que o poder do agressor depende somente da percepção da vítima, que parece estar a mais intimidada para oferecer alguma resistência. Todavia, a vítima geralmente tem motivos para temer o agressor, devido às ameaças ou concretizações de violência física/sexual, ou perda dos meios de subsistência.

A legislação jurídica do estado de São Paulo define bullying como atitudes de violência física ou psicológica, que ocorrem sem motivação evidente praticadas contra pessoas com o objetivo de intimidá-las ou agredí-las, causando dor e angústia.

Os atos de bullying configuram atos ilícitos, não porque não estão autorizados pelo nosso ordenamento jurídico mas por desrespeitarem princípios constitucionais (ex: dignidade da pessoa humana) e o Código Civil, que determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem gera o dever de indenizar.
A responsabilidade pela prática de atos de bullying pode se enquadrar também no Código de Defesa do Consumidor, tendo em vista que as escolas prestam serviço aos consumidores e são responsáveis por atos de bullying que ocorram nesse contexto.

Pessoas ou grupo de pessoas que praticam atos de bullyng são denominados de BULLIES

Características dos bullies
Pesquisas indicam que, geralmente, indivíduos agressores têm personalidades autoritárias, combinadas com uma forte necessidade de controlar ou dominar.
Tem sido sugerido que um deficiente em habilidades sociais e um ponto de vista preconceituoso sobre subordinados podem ser fatores de risco em particular. Estudos adicionais têm mostrado que, enquanto inveja e ressentimento podem ser motivos para a prática do bullying, ao contrário da crença popular, há pouca evidência que sugira que os bullies sofram de qualquer déficit de auto-estima.
Outros pesquisadores também identificaram a rapidez em se enraivecer e usar a força, em acréscimo a comportamentos agressivos, o ato de encarar as ações de outros como hostis, a preocupação com a auto-imagem e o empenho em ações obsessivas ou rígidas.

É freqüentemente sugerido que os comportamentos agressivos têm sua origem na infância:
"Se o comportamento agressivo não é desafiado na infância, há o risco de que ele se torne habitual. Realmente, há evidência documental que indica que a prática do bullying durante a infância põe a criança em risco de comportamento criminoso e violência doméstica na idade adulta."
O bullying não envolve necessariamente criminalidade ou violência.
Por exemplo, o bullying frequentemente funciona através de abuso psicológico ou verbal.

Hoje, o grande alerta também se volta aos DISGUISED BULLIES que são os mais difíceis de serem diagnosticados e até percebidos pelos observadores. São os billies disfarçados, ou seja, mesmo sem a caractéristica agressiva direta, a agressão emocional é, por muitas vezes, até mesmo mais patológica que a direta. São aqueles que dizemos popularmente como "LOBO EM PELE DE CORDEIRO".
Muita atenção se deve tomar com esses casos pois, geralmente, o "agressor" é tido como pessoa extremamente correta, séria, justa e leal o que deixa sua "vítima" em situação de maior constrangimento.
Muitos dos assédios trabalhistas são inseridos nesse contexto.

Assédios morais, sexuais e muitas vezes, assédios culturais podem ser verificados e praticados pelos Disguised Bullies, passando totalmente desapercebidos perante a sociedade.

Tipos de bullying
Os bullies usam principalmente uma combinação de intimidação e humilhação para atormentar os outros.
Abaixo, alguns exemplos das técnicas de bullying:
- Insultar a vítima; acusar sistematicamente a vítima de não servir para nada.
- Ataques físicos repetidos contra uma pessoa, seja contra o corpo dela ou propriedade.
- Interferir com a propriedade pessoal de uma pessoa, livros ou material escolar, roupas, etc, danificando-os
- Espalhar rumores negativos sobre a vítima.
- Depreciar a vítima sem qualquer motivo.
- Fazer com que a vítima faça o que ela não quer, ameaçando a vítima para seguir as ordens.
- Colocar a vítima em situação problemática com alguém (geralmente, uma autoridade), ou conseguir uma ação disciplinar contra a vítima, por algo que ela não cometeu ou que foi exagerado pelo bully.
- Fazer comentários depreciativos sobre a família de uma pessoa sobre o local de moradia de alguém, aparência pessoal, orientação sexual, religião, etnia, nível de renda, nacionalidade ou qualquer outra inferioridade depreendida da qual o bully tenha tomado ciência.
- Isolamento social da vítima.
- Usar as tecnologias de informação para praticar o cyberbullying (criar páginas falsas sobre a vítima em sites de relacionamento, de publicação de fotos etc).
- Chantagem.
- Expressões ameaçadoras.
- Grafitagem depreciativa.
- Usar de sarcasmo evidente para se passar por amigo (para alguém de fora) enquanto assegura o controle e a posição em relação à vítima (isto ocorre com freqüência logo após o bully avaliar que a pessoa é uma "vítima perfeita").
- Usar ferramentas INDIRETAS de agressão moral, sexual ou social, de forma polida e "sarcástica" na frente das pessoas e, quando o bully reconhece sua "vitima" como no caso anterior porém age de forma INDIRETA e DISFARÇADA - esses são os DISGUISED BULLIES. (muito agressivos, difíceis de serem detectados, geralmente pessoas tidas como "perfeitas")

Condenações legais
A cobertura da mídia tem exposto o quão disseminada é a práctica do bullying, daí os júris estão agora mais inclinados do que nunca a simpatizar com as vítimas.
Em anos recentes, muitas vítimas têm movido ações judiciais diretamente contra os agressores por "imposição intencional de sofrimento emocional", e incluindo suas escolas como acusadas, sob o princípio da responsabilidade conjunta.
Vítimas norte-americanas e suas famílias têm outros recursos legais, tais como processar uma escola ou professor por falta de supervisão adequada, violação dos direitos civis, discriminação racial ou de gênero ou assédio moral.

Em maio de 2010 a Justiça obrigou os pais de um aluno do Colégio Santa Doroteia, no bairro Sion de Belo Horizonte a pagar uma indenização de R$ 8 mil a uma garota de 15 anos por conta de bullying A estudante foi classificada como G.E. (sigla para integrantes de grupo de excluídos) por ser supostamente feia e as insinuações se tornaram frequentes com o passar do tempo, e entre elas, ficaram as alcunhas de tábua, prostituta, sem peito e sem bunda. Os pais da menina alegaram que procuraram a escola, mas não conseguiram resolver a questão. O juiz relatou que as atitudes do adolescente acusado pareciam não ter "limite" e que ele "prosseguiu em suas atitudes inconvenientes de ´intimidar´", o que deixou a vítima, segundo a psicóloga que depôs no caso, "triste, estressada e emocionalmente debilitada". O colégio de classe média alta não foi responsabilizado, indenização coube a família do agressor.

Na USP, o jornal estudantil O Parasita ofereceu um convite a uma "festa brega" aos estudantes do curso que, em troca, jogarem fezes em um gay. Um dos alunos a quem o jornal faz referência chegou a divulgar, em outra ocasião, estudantes da Farmácia chegaram a atirar uma lata de cerveja cheia em um casal de homossexuais, que também era do curso, durante o tradicional happy hour de quinta-feira na Escola de Comunicações e Artes da USP.
Ele disse que não pretende tomar nenhuma providência judicial contra os colegas, embora tenha ficado revoltado com a publicação da cartilha.

Também em junho de 2010, um aluno de nona série do Colégio Neusa Rocha, no Bairro São Luiz, na região da Pampulha de Belo Horizonte foi espancado na saída de seu colégio, com a ajuda de mais seis estudantes armados com soco inglês. A vítima ficou sabendo que o grupo iria atacar outro colega por ele ser "folgado e atrevido", sendo inclusive convidada a participar da agressão.

Em entrevista ao Estado de Minas, disse: Eles me chamaram para brigar com o menino. Não aceitei e fui a contar a ele o que os outros estavam querendo fazer, como forma de alertá-lo. Quando a dupla soube que contei, um deles colocou o dedo na minha cara e me ameaçou dentro de sala, durante aula de ciências. Ele ainda ligou, escondido, pelo celular, para outro colega, que estuda pela manhã, e o chamou para ir à tarde na escola.

Durante 2010, Bárbara Evans, filha da modelo Monique Evans, estudante da Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo (onde cursa o primeiro ano de Nutrição), entrou na Justiça com um processo de bullying realisado por seus colegas. No sábado à noite, o muro externo do estacionamento do campus Centro foi pichado com ofensas à ela e à sua mãe.

O Bullying no local de trabalho
O bullying em locais de trabalho (algumas vezes chamado de "Bullying Adulto") é descrito pelo Congresso Sindical do Reino Unido como:

"Um problema sério que muito frequentemente as pessoas pensam que seja apenas um problema ocasional entre indivíduos. Mas o bullying é mais do que um ataque ocasional de raiva ou briga. É uma intimidação regular e persistente que solapa a integridade e confiança da vítima do bully. E é frequentemente aceita ou mesmo encorajada como parte da cultura da organização".

O Bullying na Vizinhança
Entre vizinhos, o bullying normalmente toma a forma de intimidação por comportamento inconveniente, tais como barulho excessivo para perturbar o sono e os padrões de vida normais ou fazer queixa às autoridades (tais como a polícia) por incidentes menores ou forjados. O propósito desta forma de comportamento é fazer com que a vítima fique tão desconfortável que acabe por se mudar da propriedade.
Nem todo comportamento inconveniente pode ser caracterizado como bullying: a falta de sensibilidade pode ser uma explicação.

O Bullying na Política
O bullying entre países ocorre quando um país decide impôr sua vontade a outro. Isto é feito normalmente com o uso de força militar, a ameaça de que ajuda e doações não serão entregues a um país menor ou não permitir que o país menor se associe a uma organização de comércio. cada pessoa que ser agredida, deve também cometer o mesmo ato, assim termina com o agressor.

O Bullyng Militar
Em 2000 o Ministério da Defesa (MOD) do Reino Unido definiu o bullying como : "…o uso de força física ou abuso de autoridade para intimidar ou vitimizar outros, ou para infligir castigos ilícitos".Todavia, é afirmado que o bullying militar ainda está protegido contra investigações abertas.
O caso das Deepcut Barracks, no Reino Unido, é um exemplo do governo se recusar a conduzir um inquérito público completo quanto a uma possível prática de bullying militar. Alguns argumentam que tal comportamento deveria ser permitido por causa de um consenso acadêmico generalizado de que os soldados são diferentes dos outros postos.
Dos soldados se espera que estejam preparados para arriscarem suas vidas, e alguns acreditam que o seu treinamento deveria desenvolver o espirito de corpo para aceitar isto.Em alguns países, rituais humilhantes entre os recrutas têm sido tolerados e mesmo exaltados como um "rito de passagem" que constrói o caráter e a resistência; enquanto em outros, o bullying sistemático dos postos inferiores, jovens ou recrutas mais fracos pode na verdade ser encorajado pela política militar, seja tacitamente ou abertamente (veja dedovschina). Também, as forças armadas russas geralmente fazem com que candidatos mais velhos ou mais experientes abusem - com socos e pontapés - dos soldados mais fracos e menos experientes.

Alcunhas ou apelidos (dar nomes)
Normalmente, uma alcunha (apelido) é dada a alguém por um amigo, devido a uma característica única dele. Em alguns casos, a concessão é feita por uma característica que a vítima não quer que seja chamada, tal como uma orelha grande ou forma obscura em alguma parte do corpo. Em casos extremos, professores podem ajudar a popularizá-la, mas isto é geralmente percebido como inofensivo ou o golpe é sutil demais para ser reconhecido. Há uma discussão sobre se é pior que a vítima conheça ou não o nome pelo qual é chamada. Todavia, uma alcunha pode por vezes tornar-se tão embaraçosa que a vítima terá de se mudar (de escola, de residência ou de ambos).

O Bullyng em casa
O Bullung familiar ou acometido na própria casa não está presente apenas em determinadas classes sociais. Em baixa, médias e altas classes são relatados casos de BULIIES domésticos.
Em alguns países, essa pressão e opressão pode chegar ao suicídio por parte da vítima, principalmente em locais onde o valor moral é considerado determinante da vida e do desempenho.
Casos de abusos sexuias também são verificados chegando a limites de brutalidade física e emocional em um nível de selvageria irreparável.

Finalizando:
Poderíamos discorrer mais inúmeros e diferentes casos de Bullyng porém, nossa intenção é, apenas alertar e informar o perigo dessas ações.
Queremos deixar este espaço aberto a todos aqueles que conheçam ou tiveram casos com esse tipo de envolvimento, para que relatem seus exemplos para um alerta aos demais leitores.
Queremos deixar ainda mais uma vez a notação dos DISGUISED BULLIES, exatamente por não serem visíveis e, de uma froma geral frizar:

O Bullyng ou o Disguised Bullyng, com agressões maiores ou menores, podem acarretar, realmente, DANOS EMOCIONAIS IRREPARÁVEIS.

Célia Wada

domingo, 22 de janeiro de 2012

PRINCIPIOS - A Sabedoria da Srta. Maynell



John Blanchard levantou do banco, endireitando a jaqueta de seu uniforme e observou as pessoas fazendo seu caminho através da Grand Central Station. Ele procurou pela garota cujo coração ele conhecia, mas o rosto não: a garota com a rosa!


Seu interesse por ela havia começado trinta meses antes, numa biblioteca da Flórida. Tirando um livro da prateleira, ele se pegou intrigado, não com as palavras do livro, mas com as notas feitas a lápis nas margens. A escrita suave refletia uma alma profunda e uma mente cheia de brilho. Na frente do livro, ele descobriu o nome do primeiro proprietário: Srta. Hollis Maynell. Com tempo e esforço ele localizou seu endereço. Ela vivia em New York. Ele escreveu-lhe uma carta, apresentando-se e convidando-a corresponder-se com ele.

Na semana seguinte ele embarcou num navio para servir na II Guerra Mundial. Durante o ano seguinte, mês a mês eles desenvolveram o conhecimento um do outro através de suas cartas. Cada carta era uma semente caindo num coração fértil. Um romance de companheirismo. Blanchard pediu uma fotografia, mas ela recusou... Ela pensava que se, realmente, ele se importasse com ela, sua aparência não importaria...

Quando finalmente chegou o dia em que ele retornou da Europa, eles marcaram seu primeiro encontro - 7 da noite na Grand Central Station em New York. "Você me reconhecerá", ela escreveu, "pela rosa vermelha que estarei usando na lapela". Então, às 7:00 ele estava na estação procurando por uma garota cujo coração ele amava, mas cuja face ele nunca havia visto.

Vou deixar o sr. Blanchard dizer-lhe o que aconteceu: "Uma jovem aproximou-se de mim. Sua figura era alta e magra. Seus cabelos loiros caíam delicadamente sobre os seus ombros; seus olhos eram verdes como água. Sua boca era pequena; seus lábios carnudos e seu queixo tinha uma firmeza delicada. Seu traje verde pálido era como se a primavera tivesse chegado.

Eu me dirigi à ela, inteiramente esquecido de perceber que a mesma não estava usando uma rosa. Como eu me movi em sua direção, um pequeno provocativo sorriso, curvou seus lábios. "Indo para o mesmo lugar que eu marinheiro?", ela murmurou. Quase incontrolavelmente dei um passo para junto dela, e então eu vi Hollis Maynell.

Ela estava parada quase que exatamente atrás da garota. Uma mulher já passada dos 50 anos, ela tinha seus cabelos grisalhos enrolados num coque sobre um chapéu gasto. Ela era mais que gorducha, seus pés compactos confinavam em sapatos de saltos baixos.

A garota de verde seguiu seu caminho rapidamente. Eu me senti como se tivesse sido dividido em dois, tão forte era meu desejo de segui-la e tão profundo era o desejo por aquela mulher cujo espírito, verdadeiramente, me acompanhara e me sustentara através de todas as minhas atribulações.

E então ela parou! Sua face pálida e gorducha era delicada e sensível, seus olhos cinzas tinham um calor e simpatia cintilantes. Eu não hesitei... Meus dedos seguraram a pequena e gasta capa de couro azul do livro que a identificou para mim. Isto podia não ser amor, mas poderia ser algo precioso. Talvez mais que amor, uma amizade pela qual eu seria para sempre cheio de gratidão.

Eu inclinei meus ombros, cumprimentei-a mostrando o livro para ela, ainda pensando, enquanto falava, na amargura do meu desapontamento:

"Sou o Tenente John Blanchard, e você deve ser a Srta. Maynell. Estou muito feliz que tenha podido me encontrar. Posso lhe oferecer um jantar?" O rosto da mulher abriu-se num tolerante sorriso:

"Eu não sei o que está acontecendo", ela respondeu, "aquela jovem de vestido verde que acabou de passar me pediu para colocar esta rosa no casaco. Ainda me disse que, se você me convidasse para jantar, eu deveria lhe dizer que ela estaria esperando por você no restaurante de esquina. Me disse que isso era um tipo de teste!"

Não parece difícil, para mim, compreender e admirar a sabedoria da Srta. Maynell.

A verdadeira natureza do coração de uma pessoa é vista na maneira como ela responde ao que não é atraente!

Autor desconhecido



domingo, 8 de janeiro de 2012

QUE PAIS É ESSE? ISTO É UMA VERGONHA!!!


  Pasmem!!! Enquanto cidadãos que pagam impostos a vida inteira estão morrendo nos corredores dos hospitais, pasmem:
O Ministério da Saúde vai incluir na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS) os procedimentos cirúrgicos de mudança de sexo, com valor estimado em R$ 2500,00 por "paciente".

O Tribunal Regional Federal (TRF), da 4ª região, determinou a realização da cirurgia e estabeleceu prazo de 30 dias para o início dos atendimentos. 

Em nota, o ministério informou que não vai entrar com recurso no Superior Tribunal de Justiça (STJ). 
De acordo com a assessoria do Ministério da Saúde, 
não há mais empecilhos quanto à inclusão do procedimento, 
já que esse tipo de cirurgia deixou de ser considerada experimental e tem o reconhecimento do Conselho Federal de Medicina (CFM). 

O próximo passo será a inclusão do valor do procedimento na tabela do SUS. O gestor local de saúde (secretarias municipais ou estaduais de saúde) terá a responsabilidade de avaliar a necessidade da cirurgia de acordo com suas prioridades de atendimento na região. Só após essa análise que a cirurgia poderá ser realizada. 

O Ministério da Saúde estuda o impacto financeiro da inclusão da cirurgia e vai estabelecer o valor do procedimento na tabela do SUS. O Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região estabeleceu um prazo de 30 dias para que o Sistema Único de Saúde (SUS) passe a realizar cirurgias de mudança de sexo. 

A decisão abrange todo o território nacional. Em caso de descumprimento do prazo, o SUS terá de pagar multa diária de R$ 10 mil. Para o Ministério Público Federal, que moveu a ação contra a União, possibilitar a cirurgia para transexuais pelo SUS é um direito constitucional!

"Volte logo Jesus, porque a situação está ficando cada dia pior!"

Pergunta: "O que é predestinação? É a predestinação bíblica?"


Resposta: 
Romanos 8:29-30 nos diz: “Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou.” Efésios 1:5 e 11: “E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade... Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade.” Muitas pessoas têm forte hostilidade à doutrina da predestinação. Entretanto, a predestinação é uma doutrina bíblica. O segredo é compreender, biblicamente, o que significa.

As palavras traduzidas como “predestinou”/ “predestinados” nas Escrituras citadas acima vêm da palavra grega “proorizo”, que carrega o significado de “anteriormente determinado”, “predestinar”, “decidir de antemão”. Então, predestinação é Deus determinando antes, o acontecimento de certas coisas. E o que Deus determinou antes que acontecesse? De acordo com Romanos 8:29-30, Deus pré-determinou que certas pessoas estariam em conformidade com a imagem de Seu filho, sendo chamadas, justificadas e glorificadas. Essencialmente, Deus predetermina que certas pessoas sejam salvas. Várias Escrituras se referem aos crentes em Cristo como sendo escolhidos (Mateus 24:22, 31; Marcos 13:20, 27; Romanos 8:33; 9:11; 11:5-7,28; Efésios 1:11; Colossenses 3:12; I Tessalonicenses 1:4; I Timóteo 5:21; II Timóteo 2:10; Tito 1:1; I Pedro 1:1-2; 2:9; II Pedro 1:10). Predestinação é a doutrina bíblica de que Deus, em sua soberania, escolhe certas pessoas para serem salvas.


A objeção mais comum à doutrina da predestinação é que ela não é justa. Por que Deus escolheria certas pessoas e não outras? O que é importante lembrar é que ninguém merece ser salvo. Todos nós pecamos (Romanos 3:23) e todos merecemos punição eterna (Romanos 6:23). Como resultado, Deus seria perfeitamente justo em permitir que todos nós passássemos a eternidade no inferno. Entretanto, Deus escolhe salvar alguns de nós. Ele não está sendo injusto com aqueles que não forem escolhidos porque eles estão recebendo aquilo que merecem. Ao escolher ter compaixão por alguns, Deus não está sendo injusto com os outros. Ninguém merece nada de Deus: por isto, ninguém pode protestar se não receber nada de Deus. Uma ilustração seria se eu desse dinheiro a 5 pessoas em um grupo de 20. As 15 pessoas que não recebessem dinheiro ficariam aborrecidas? Provavelmente sim. Mas elas têm o direito de se aborrecerem? Não, não têm. Por quê? Porque não devia dinheiro a nenhuma delas. Eu simplesmente decidi ser generoso com algumas.


Se Deus escolhe quem é salvo, isto não enfraquece nosso livre arbítrio para escolher e crer em Cristo? A Bíblia diz que temos o livre arbítrio para escolher: tudo o que temos a fazer é crer em Jesus Cristo e seremos salvos (João 3:16; Romanos 10:9-10). A Bíblia nunca descreve a Deus rejeitando quem Nele crê ou mandando de volta alguém que O busque (Deuteronômio 4:29). De algum jeito, no mistério de Deus, a predestinação trabalha de mãos dadas com a pessoa sendo atraída por Deus (João 6:44) e crendo na salvação (Romanos 1:16). Deus predestina quem será salvo, e devemos escolher a Cristo para sermos salvos. Os dois fatos são igualmente verdadeiros. Romanos 11:33 proclama: “Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!”     






GotQuestions


E QUANTO A MUSICA EM EXCESSO NA IGREJA?


  Sou defensora da musica usada em confluência com a Palavra.
As mensagens cantadas são maravilhosas. Deus fala também através delas. Concordo!
  Eu seria hipocrita se fosse contra o louvor na igreja. Porque um dos momentos que mais gosto no culto, e quando a banda louva. Porque a maioria dos hinos são de adoração. E neste momento que tenho a oportunidade de entrar diante do Trono de Deus 
e adorar a Majestade santa do Senhor.

  O louvor a Deus, no inicio do culto, e responsável por trazer a gloria de Deus no hambiente. Salmos 22.3: “tu és Santo, o que habitas entre os louvores de Israel”. 
(Colossenses 3.16 A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração.)

O livro dos Salmos está repleto de chamados ao cântico e ao uso de instrumentos musicais (Sl. 147.1,7; 149.1,3; 150.3-5, etc.). 
Vemos também na Bíblia que o exercício da atividade musical era encarado muito seriamente, com responsabilidade (1 Cr. 25.6,7; Sl. 33.3)
 A palavra mostra claramente que Deus habita entre os louvores. O que não pode e a musica ocupar 80% do culto. Muito menos ser usada como entretenimento.

Muitas igrejas caíram na balela do diabo, e abandonaram a pregação   ousada. Aquelas pregações que ficaram no passado, se virem para o presente não farao ‘sussesso’ algum. Porque serão tidas como pregação de puritanos.
Se raramente temos uma oportunidade na igreja, temos que falar apenas o que o pastor quer que fale, (para não assustar os membros) Nao o que Deus manda, caso contrario corremos o risco de não termos mais oportunidade.
 A verdade e que em muitas igrejas nos dias de hoje, se Jesus estivesse presente como homem, não aceitariam Suas pregações.
Ele seria banido delas. Porque muitos diriam que Ele esta ficando fanático. Jô 6.60-66.

Jesus também, dava mais ênfase ‘a Palavra do que a musica.
Ele não estava preocupado com a quantidade, mas com a qualidade.
Com isso, não quero dizer que não devamos primar por uma igreja cheia, mas vermos se o alimento oferecido e nutritivo.
Quem não se alimenta bem, terá problemas de inanição , que poderá leva-lo ate a morte pelo enfraquecimento.
  Se para o nosso corpo o alimento e importante, para o nosso espírito acontece o mesmo. Espiritualmente o homem também não pode ficar sem se alimentar. A própria Bíblia nos mostra isso (Mateus 4.4)

Certa vez, um determinado pastor fez a sequinte declaração; - Muitas pessoas vem de longe para se alimentarem em minha igreja. E o que elas dizem freqüentemente e que em suas igrejas há muito louvor, mas pouco alimento da Palavra.
(convem aqui lembrar que não e o louvor que prepara o povo para entrar no céu.
Mas a Palavra.)

1Co 10.3,4 diz que Cristo era a comida e a bebida espiritual para os israelitas no deserto, quando saíram do Egito (ex 16.15-17)(Jô 6.51).
Quem se alimenta de Cristo não quer saber de outro tipo de comida. E quem bebe de Sua água, não quer saber de outro tipo de bebida.

Qualquer pessoa que tem sede espiritual, sente-se como se estivesse num deserto, a qual olhando em volta, não vê uma gota d’agua sequer. No entanto continua andando e, quilômetros adiante encontra uma poça d’agua. Provavelmente esta pessoa vai se atirar com o rosto dentro d’agua, levada pelo desespero. Não se preocuparia em saber se a água e limpa ou não!
Não perseberia se nela existissem parasitas e outros bichos. Sua preocupação será apenas a de saciar sua sede. Porem, se a água não for limpa, com certeza, terá sérios problemas de saúde. (uso isso para representar o que se chama de doenças espirituais.)

Jô 7.37-38 O PAO E A AGUA SÃO ALIMENTOS INDISPENSAVEIS PARA NOSSA EXISTENCIA.

Infelizmente a visão que tenho tido de algumas igrejas atualmente, e que não passam de Clubes Cristãos onde os associados pagam 10% dos que ganham, para irem e ouvirem um home engravatado falar sobre o que elas gostam, e verem pessoas se apresentarem cantando belas faixas musicais!
 No final de ano fazem uma bela confraternização, mas durante o ano inteiro, se tem um irmão necessitado dentro da igreja que lhe pede ajuda, ele mesmo tendo condições de ajudar, não socorre seu próximo. (E para essa classe de cristãos que Jesus falou em Ap 3.16 Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. 
Apocalipse 3:16.)

Por outro lado, não existem muitos servos, mas bastante empregados do Evangelho.
O SERVO AGRADA AO SENHOR, E ALIMENTA AS OVELHAS COMO ORDENA SEU SENHOR...MAS O EMPREGADO DIVERTE OS BODES.

Eu, missionária Marinice Alves, quero mais uma vez enfatizar, que não tenho nada contra o louvor na igreja. Mas a partir do momento que o mesmo trás mais entretenimento do que evangelização e alimento para vidas, SE TRATA DE DIVERTIR BODES AO INVES DE ALIMENTAR OVELHAS (como já disse spurgeon)

Eu acredito veemente que o louvor na igreja e necessário, mas a Palavra tem Primazia.


 Veja este comentario de Spurgeon.
     Alimentando as Ovelhas ou Divertindo os Bodes?
Existe um mal entre os que professam pertencer aos arraiais de Cristo, um mal tão grosseiro em sua imprudência, que a maioria dos que possuem pouca visão espiritual dificilmente deixará de perceber. 

Durante as últimas décadas, esse mal tem se desenvolvido em proporções anormais. Tem agido como o fermento, até que toda a massa fique levedada. O diabo raramente criou algo mais perspicaz do que sugerir à igreja que sua missão consiste em prover entretenimento para as pessoas, tendo em vista ganhá-las para Cristo. 

A igreja abandonou a pregação ousada, como a dos puritanos; em seguida, ela gradualmente amenizou seu testemunho; depois, passou a aceitar e justificar as frivolidades que estavam em voga no mundo, e no passo seguinte, começou a tolerá-las em suas fronteiras; agora, a igreja as adotou sob o pretexto de ganhar as multidões.

Minha primeira contenção é esta: as Escrituras não afirmam, em nenhuma de suas passagens, que prover entretenimento para as pessoas é uma função da igreja. Se esta é uma obra cristã, por que o Senhor Jesus não falou sobre ela? 

“Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16.15) — isso é bastante claro. Se Ele tivesse acrescentado: “E oferecei entretenimento para aqueles que não gostam do evangelho”, assim teria acontecido. No entanto, tais palavras não se encontram na Bíblia. Sequer ocorreram à mente do Senhor Jesus. E mais: “Ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres” (Ef 4.11).Onde aparecem nesse versículo os que providenciariam entretenimento? O Espírito Santo silenciou a respeito deles. Os profetas foram perseguidos porque divertiam as pessoas ou porque recusavam-se a fazê-lo? Os concertos de música não têm um rol de mártires.

Novamente, prover entretenimento está em direto antagonismo ao ensino e à vida de Cristo e de seus apóstolos. Qual era a atitude da igreja em relação ao mundo? “Vós sois o sal”, não o “docinho”, algo que o mundo desprezará. 

Pungente e curta foi a afirmação de nosso Senhor: “Deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos” (Lc 9.60). Ele estava falando com terrível seriedade! Se Cristo houvesse introduzido mais elementos brilhantes e agradáveis em seu ministério, teria sido mais popular em seus resultados, porque seus ensinos eram perscrutadores. Não O vejo dizendo: “Pedro, vá atrás do povo e diga-lhe que teremos um culto diferente amanhã, algo atraente e breve, com pouca pregação.
Teremos uma noite agradável para as pessoas. Diga-lhes que com certeza realizaremos esse tipo de culto. Vá logo, Pedro, temos de ganhar as pessoas de alguma maneira!” 
Jesus teve compaixão dos pecadores, lamentou e chorou por eles, mas nunca procurou diverti-los. Em vão, pesquisaremos as cartas do Novo Testamento a fim de encontrar qualquer indício de um evangelho de entretenimento. A mensagem das cartas é: “Retirai-vos, separai-vos e purificai-vos!” Qualquer coisa que tinha a aparência de brincadeira evidentemente foi deixado fora das cartas. 
Os apóstolos tinham confiança irrestrita no evangelho e não utilizavam outros instrumentos. Depois que Pedro e João foram encarcerados por pregarem o evangelho, a igreja se reuniu para orar, mas não suplicaram: “Senhor, concede aos teus servos que, por meio do prudente e discriminado uso da recreação legítima, mostremos a essas pessoas quão felizes nós somos”. Eles não pararam de pregar a Cristo, por isso não tinham tempo para arranjar entretenimento para seus ouvintes. Espalhados por causa da perseguição, foram a muitos lugares pregando o evangelho. Eles “transtornaram o mundo”. Essa é a única diferença! Senhor, limpe a igreja de todo o lixo e baboseira que o diabo impôs sobre ela e traga-nos de volta aos métodos dos apóstolos.
Por último, a missão de prover entretenimento falha em conseguir os resultados desejados. Causa danos entre os novos convertidos. Permitam que falem os negligentes e zombadores, que foram alcançados por um evangelho parcial; 
que falem os cansados e oprimidos que buscaram paz através de um concerto musical. Levante-se e fale o alcoólatra para quem o entretenimento na forma de drama foi um elo no processo de sua conversão! A resposta é óbvia: a missão de prover entretenimento não produz convertidos verdadeiros. A necessidade atual para o ministro do evangelho é uma instrução bíblica fiel, bem como ardente espiritualidade; uma resulta da outra, assim como o fruto procede da raiz. A necessidade de nossa época é a doutrina bíblica, entendida e experimentada de tal modo, que produz devoção verdadeira no íntimo dos convertidos.

Esse comentário foi feito por aquele que é considerado ” O Principe dos Pregadores”, Charles H. Spurgeon. (1834-1892).