Google+ Followers

sábado, 30 de julho de 2011

"NORDESTINOS É A DESGRAÇA DO BRASIL"


ÊEEEEEPPAAAAAAAAAAA! EU SOU NORDESTINA, ÔXENTE! E não gostei nada desses comentários!  rs
 Esses são os comentários de Lucian Farah e Amanda Regis, no twitter.


 É interessante como o brasileiro especialmente alguns paulistanos são cruéis com seus compatriotas, que nasceram no próprio país.
Digo isso, porque os japoneses quem vem do outro lado do mundo, aqui em São Paulo são muito bem recebidos. Eles têem um bairro no centro da cidade somente para eles. (literalmente deles, pq quando eu tinha 18 anos, tentei um emprego naquele bairro e eles me discriminaram, no meu próprio país, por eu não ser nissei, sansei...infelizmente eu era apenas uma "nunsei" rs.) Quero ressaltar que não tenho nada contra os japoneses ou os libaneses, turcos e muitas outras raças estrangeiras mais que comandam a 25 de Março e toda aquela região. Mas penso que o mesmo tratamento que é dado ao imigrante,deveria ser dado ao migrante.

Mas me contento por saber que o Senhor Jesus, me aceita independente da parte do mundo que eu tenha nascido. E o meu conselho a todos os meus conterráneos nordestinos é: vamos amar e orar por essa gente que nos persegue. Pois assim mandou o Senhor Jesus. "Eu, porém, vos digo:"Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam, a fim de serdes filhos do vosso Pai que está nos céus e que faz se levante o Sol para os bons e para os maus...Mateus 5:44." 
By: Marinice Alves

Nunca cresceremos como nação, enquanto vivermos apequenados na imbecilidade do bairrismo de uma classe sempre dominante que pensa que o poder financeiro faz deles seres superiores. Esqueçam o poderio econômico e concentrem-se em que de fato faz uma nação ser reconhecidamente de 1º mundo: o respeito as diferenças e a consciência de que, apesar de sermos uma federação, somos todos de uma mesma nação. Ou mudamos nossos conceitos, ou viveremos pra sempre no 3º mundo.

Fico extremamente consternado com o uso que alguns andam fazendo das redes sociais, que seria uma ótima ferramenta de interação e união, mas que infelizmente está sendo usada para evidenciar o preconceito velado de muitos.  Não bastasse o preconceito imbecil contra os nordestinos, é fácil constatar, principalmente no twitter, como de uns tempos pra cá, está cada vez mais evidente a atuação dos xenófobos, misóginos, homofóbicos, racistas e radicais partidários.

Por fim deixo um aviso aos incautos, existe um país fora do seu mundinho. (By:José Marcio)


Na paz, missionária Marinice Alves
Postar um comentário